Mercado de eSports: como as marcas se comunicam com os jovens?

Jogar online deixou de ser um hobby para muitos e se tornou uma profissão há um bom tempo. Para se ter ideia, alguns campeonatos de eSports chegam a pagar US$ 20 milhões aos vencedores. Hoje, a indústria dos games supera até mesmo o cinema em arrecadação. Porém, no Brasil, esse mercado ainda é pouco valorizado.

Apesar do baixo investimento no país, essa situação está mudando. O Santos Futebol Clube, por exemplo, criou seu próprio time de eSports a fim de atrair o público jovem. As marcas estão se dando conta da popularidade das competições de jogos eletrônicos e entrando nesse meio para se tornarem relevantes aos novos consumidores.

Quer saber quem são esses jovens e quais marcas estão investindo no mercado de eSports? Continue lendo e confira!

Qual é o perfil do público de eSports?

Os millennials fazem parte de uma geração que já nasceu conectada. Seja para jogar, conversar com os amigos ou fazer trabalhos acadêmicos, a internet é indispensável. Portanto, é natural que eles passem boa parte do seu tempo em longas batalhas multiplayer, combinando estratégias com seus aliados virtuais.

Com a ascensão do eSports, muitos desses que passam horas jogando cresceram sonhando em se tornar um jogador profissional e entrar em uma equipe renomada. No entanto, esse objetivo não é tão fácil quanto parece. Os gamers que disputam campeonatos nacionais e mundiais treinam cerca de 8 horas por dia, como qualquer trabalho normal.

De acordo com o site da ESPN, a idade média dos atletas de eSports é menor que a dos competidores de esportes mais tradicionais que exigem um grande esforço físico. Enquanto os jogadores de basquete da NBA têm em média 27 anos, os jogadores de League of Legends (LoL) têm 21.

As marcas que desejam atingir esse público devem pensar em ações que geram engajamento, já que os novos consumidores são mais interativos. Nas redes sociais, por exemplo, é preciso uma boa gestão para que a comunicação flua da melhor maneira. Aqueles que utilizam as mídias digitais apenas para publicar ofertas e não interagem com os usuários perdem grandes oportunidades.

Quais marcas investem em eSports?

Coca-Cola

Em 2017, a Fanta Guaraná, refrigerante do grupo Coca-Cola, patrocinou o time campeão brasileiro de LoL: o Team One. Essa foi a primeira vez que a marca investiu em um time de eSports. Além do fato da bebida fazer sucesso entre o público jovem, a decisão se mostrou acertada, pois a filosofia de diversão em grupo faz parte do DNA da marca.

Red Bull

A Red Bull é conhecida por realizar diversos eventos que levam seu nome, e dessa vez não foi diferente. A marca de energético criou um campeonato para escolher o melhor jogador de League of Legends. Desde 2014 é realizado um torneio anual em que cada competidor joga individualmente contra o adversário até que reste apenas um. O evento é transmitido ao vivo no site da Red Bull.

CI Intercâmbio

A agência de viagens CI patrocina um time de LoL e realizou uma campanha com os jogadores para divulgar seus serviços. A ideia foi realizar uma feira com palestras para informar seu público, de 7 a 17 anos, como é o processo para quem deseja fazer intercâmbio. No evento, a empresa convidou os jogadores para conversar, dar autógrafos e tirar fotos com o público.

Existem diversos outros jogos populares de eSports além do LoL, como o Counter-Strike, e várias marcas famosas patrocinam equipes ao redor do mundo. A tendência é que esses campeonatos ganhem a mesma visibilidade de outros esportes consagrados. Então, as empresas que investem nesse mercado estão ganhando um público valioso e saindo na frente da concorrência.

Agora, que você já sabe a importância do mercado de eSports para as marcas, leia nosso artigo sobre o marketing de experiência e conheças as vantagens dessa estratégia!

 

  • Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agência Euphoria 2017 - © Todos os direitos reservados